Tags:
Evento do mês do Assistente Social: 27 de maio. Auditório da ESS da UFRJ

14 horas: Lançamento do livro: Pequena história da ditadura do Prof. José Paulo Netto. Debatedores: Mitom Temer e Ronaldo Coutinho.

18 horas: Mesa redonda: Resistência dos assistentes sociais na ditadura. Debatedores: Mauro Iasi, Maria Inês Bravo, Luis Acosta.

Lançamento da Revista Praia Vermelha, Vol. 21, No. 2.

Tags:

Jornais de grande circulação nacional e reportagens de TV dos últimos meses têm veiculado matérias sobre o crescimento dos repugnantes fenômenos dos “justiçamentos”, da exacerbação do racismo e da discriminação das massas despossuídas nas grandes metrópoles brasileiras. São indicadores de que o tempo presente, fortemente marcado pela regressão de direitos e a disseminação – por parte das elites brasileiras – de um clima de intolerância social, é um tempo de barbárie.

Tags:

Ao longo de todo o dia acompanhamos os desdobramentos da paralisação
de ônibus no Rio de Janeiro e até agora o que pudemos constatar é que
se manteve forte a adesão da categoria dos rodoviários a greve de
48hs. Segundo a Secretaria de Transportes do município e vários meios
de comunicação de massa, os ônibus circulantes na cidade na data de
hoje (13/05) não chegaram a 20% de toda a frota. As áreas mais
atingidas - as zonas norte e oeste -, foram justamente aquelas nas

Tags:

O funcionamento das Unidades de Ensino em toda a UFRJ está sendo novamente duramente afetado na data de hoje (13/05/2014) pela deflagração da greve de 48 horas dos ônibus no Rio de Janeiro. Nesta manhã, somente um trabalhador da equipe de terceirizados conseguiu chegar ao trabalho. Tal fato, somado à notícia de que as empresas de ônibus não estão conseguindo garantir o percentual mínimo de ônibus circulando na cidade e ainda a greve nacional dos técnico-administrativos em educação das Instituições Federais de Ensino, nos obriga a não abrir a ESS na data de hoje.
Como a paralisação é de 48 horas, ficaremos acompanhando o noticiário e até as 20:00 horas de hoje enviaremos novo comunicado a todos definindo se será possível a abertura da Unidade amanhã, dia 14 (quarta-feira).

Contamos com a compreensão de todos.

Direção da ESS/UFRJ

Tags:

O funcionamento das Unidades de Ensino em toda a UFRJ foi na data de
hoje (08/05/14) duramente afetado pela deflagração da greve de 24 horas
dos ônibus no Rio de Janeiro. Com a ESS não é diferente; nesta manhã
apenas uma parte pequena da equipe de trabalhadores terceirizados
conseguiu chegar ao trabalho e dada a dificuldade de retorno dos mesmos
para casa teremos que atender ao apelo das empresas para dispensá-los.

Tags:

A Congregação da ESS, reunida em sessão ordinária no dia 24/04/14, deliberou pelo fechamento de nossa Unidade de Ensino no próximo dia 02 de maio (sexta-feira), tendo em vista o feriado do Dia dos Trabalhadores comemorado em 1º de maio (quinta-feira).
 
Assim, a ESS funcionará até as 22:00 de amanhã, dia 30 (quarta-feira), reabrindo às 07:10 horas do dia 05/05/2014, segunda-feira.

Tags:

A Direção da Escola comunica a todos que, em função do calendário atípico do semestre letivo corrente que se encerra em 12/06/14, e tendo em vista os próximos feriados de Páscoa, Tiradentes e São Jorge, a nossa Unidade de Ensino não terá expediente do dia 18/04 a 23/04, voltando a funcionar em expediente normal no dia 24/04. 

Direção da ESS

 

Tags:

No dia 1o. de abril de 1964 abriu-se uma página triste de nossa história. A deposição do presidente João Goulart através de um golpe civil-militar interrompeu um processo democrático que poderia conduzir o Brasil a reformas estruturais em diversos níveis da sociedade brasileira. Apoiando-se no golpismo inerente as classes dominantes brasileiras,  agruparam-se os setores mais conservadores e reacionários do país para estabelecer entre nós um regime de exceção, arbitrário e violento. Em nome da democracia e sob a farsa de livrar o país da "comunização" em curso foram perseguidos, cassados, torturados e assassinados, homens e mulheres, democratas, progressistas, socialistas, comunistas e todos que pudessem ser identificados como "subversivos" pelos aparatos repressivos instaurados pelo terrorismo de Estado. A ditadura do grande capital colocou o Brasil a serviço dos grupos monopolistas que tanto conspiraram no pré-1964, valendo-se para isso do apoio dos principais meios de comunicação (das famílias Chateaubriand, Marinho, Frias etc), de grandes empresários e banqueiros (nativos e estrangeiros), latifundiários, setores dominantes da Igreja e, principalmente, do apoio direto dos EUA que participou ativamente da conspirata através da CIA.

 

Abel Acácio Rodrigues da Silva 

Adriana Correia de Jesus

Adriana Silva de Almeida 

Alessandra de Lacerda Nery 

Aline dos Santos de Jesus Silva 

Ana Carolina Lima dos Santos

Ana Cristina Galdino Pinto 

Ana Paula dos Santos 

Andrea Maira Cabral Pereira 

Beatriz Peres Silva

Beatriz John Teixeira 

Camila Simões Santos

Adriana Pereira da Fonseca 

Amora Pinheiro Rodrigues 

Adriene dos Santos Sá 

Aline Ádria Candido Ribeiro Borges 

Aline Possa Silva Anjos 

Aline da Cunha Valentim 

Aline Fontes Oliveira 

Aline Alves Silva 

Ana Carolina Menezes da Silva 

Ana Carolina Pereira de Macedo 

Ana Carolina Pate Cardoso 

Ana Carolina de Andrade Xavier 

Divulgar conteúdo