O Curso de Graduação em Serviço Social existe desde 1936, quando foi criado na Escola de Enfermagem Anna Nery, na Universidade do Brasil. Em 1967, é criada a Escola de Serviço Social(ESS), já na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde o curso está vinculado desde então.

Em 1994, é criado o curso noturno de Serviço Social representando uma importante ação da Escola oportunizando o acesso do estudante trabalhador à universidade pública e gratuita.

Em 2010, o curso passa por uma ampliação das vagas, nos dois turnos, passando a ofertar 45 vagas por semestre, gerando um aumento de 30 vagas por anos (20%). No total a ESS oferece para ingresso através do Edital de Seleção aprovado pelo Conselho de Ensino de Graduação da UFRJ, 180 vagas por ano.

Nesse mesmo ano, a Escola assumiu compromisso – também pioneiro no âmbito do Serviço Social - com o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA) e, a partir de 2011, abriu uma turma específica, em consonância com as normas da UFRJ, especial com mais 60 vagas, funcionando nos termos da pedagogia da alternância (tempo escola/tempo comunidade), em três turnos. O convênio com o INCRA teve sua vigência até julho de 2017, período que foi necessário para que o corpo discente tivesse todas as condições de obter os créditos para a colação de grau.

 

Curso de Serviço Social para Assentados da Reforma Agrária - Relatório Técnico de Execução Física (2011 – 2017)

 

 

UFRJ Escola de Serviço Social - ESS
Desenvolvido por: TIC/UFRJ